Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate

ptenes

Opções de acessibilidade

Página inicial > Últimas Notícias > SEMINÁRIO BUSCA INTEGRAR E FORTALECER COOPERATIVAS DE AÇAÍ E OLEAGINOSAS
Início do conteúdo da página
Ultimas Notícias

SEMINÁRIO BUSCA INTEGRAR E FORTALECER COOPERATIVAS DE AÇAÍ E OLEAGINOSAS

DSC 8060

Com o objetivo de formar uma rede central de cooperativas, a Incubadora Tecnológica de Empreendimentos Solidários (ITES) da Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA) realizou de 6 a 8 de maio o Seminário de Integração das Cooperativas e Associações de Açaí e Oleaginosas, no Auditório Lourenço José Tavares da Silva, localizado na Biblioteca Central da UFRA (Campus Belém).

  • Publicado: Quinta, 07 de Mai de 2015, 05h12
  • Última atualização em Sexta, 30 de Dezembro de 2016, 09h17

O objetivo do seminário foi integrar os produtores agroextrativistas dos territórios do Arquipélago do Marajó, Baixo Tocantins e Nordeste Paraense, que estão organizados em cooperativas e associações, assistidos pela ITES/UFRA. O público alvo do evento também incluiu produtores pecuários de base familiar, técnicos do setor agrário e afins, agentes financiadores e representantes comerciais e industriais.

A coordenadora do evento, Carmen Célia, falou sobre o objetivo do projeto: “Neste evento estamos fazendo a integração dessas cooperativas. Como o projeto trabalha com polos, a ideia é formar uma cooperativa central, devido a não haver um mercado ou pessoas que comprem seus produtos, que são as grandes empresas que trabalham com esses materiais. Sendo assim, nós convidamos para o seminário diversas empresas, para que seja possível fazer negócios, comercializar e reinvidicar”. A coordenadora acrescenta que uma mesa redonda foi programada durante o evento para discurssão do mercado, comercialização e interação com as empresas.

Para Nicodemos Ferreira, presidente da Cooperativa dos Produtores do Rio Pagão (COPA), que já existe a dois anos, é uma grande oportunidade para comercializar os produtos – no caso de sua região, o açaí - e melhorar o conhecimento. “Nossa cooperativa de produtores extrativistas trabalha com a organização das famílias ribeirinhas. Nosso objetivo é nos mobilizar para melhorar o bem estar na localidade porque estávamos convivendo com um êxodo rural muito forte, e isso traz grandes consequências. E com a cooperativa, estamos tentando resgatar esse processo de ter a população na sua origem, com um custo de vida melhor” explica o presidente.

Wagner Lopes, formado pela universidade em 2013 em Agronomia, explica que a incubadora recebe recém-formados. Ele iniciou como estagiário por um ano, depois de formado fez parte da construção do evento e hoje é técnico da ITES. “O evento agrega para mim como experiência, na parte de extensão rural, por termos um contato mais próximo com o produtor, com o seu cotidiano, através do projeto, pesquisas, assistência técnica, cursos de capacitação”, explica.

Sobre a ITES/UFRA – A Incubadora tem como objetivo intermediar a formação de empreendimentos solidários nos setores urbano e rural, aproveitando a vocação natural dos produtores e dos recursos da agrobiodiversidade amazônica. A ITES visa à criação de empreendimentos solidários para atuar nos elos de produção de matéria-prima, industrialização e comercialização das cadeias de produção de interesse no Pará, propiciando condições para a geração de trabalho e renda a famílias e comunidades agroextrativistas. Atualmente, 25 associações e cooperativas participam da Incubadora.

Texto e foto: Rafaela Rabelo

Revisão: Jussara Kishi

Fim do conteúdo da página

Avenida Presidente Tancredo Neves, Nº 2501 Bairro: Terra Firme  Cep: 66.077-830 Cidade: Belém-Pará-Brasil