Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate

ptenes

Opções de acessibilidade

Página inicial > Últimas Notícias > PREVINE CORONA: Iniciativa da Ufra já doou 1.500 máscaras para a população e profissionais de saúde
Início do conteúdo da página
Ultimas Notícias

PREVINE CORONA: Iniciativa da Ufra já doou 1.500 máscaras para a população e profissionais de saúde

  • Publicado: Quarta, 13 de Mai de 2020, 12h16
  • Última atualização em Quarta, 13 de Mai de 2020, 12h38

barros 2

Buscando ajudar na proteção da população em situação de vulnerabilidade social, bem como profissionais de saúde na linha de frente contra a Covid-19 em Belém, a Liga Acadêmica de Farmacologia Veterinária, a Farmácia Veterinária Comunitária e o Programa de Residência da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra) já produziram mais de 1.500 máscaras através do projeto “Previne Corona”. A confecção é feita pelos próprios alunos de graduação e alunos do Programa de Residência Veterinária da Ufra, além de técnicos voluntários do Hospital Veterinário (Hovet). A ação é possibilitada pelas doações de materiais por parte dos servidores públicos da Ufra e da comunidade. O projeto também conta com apoio da Polícia Militar, através do Batalhão Águia, para distribuição das máscaras.

A professora Deborah Oliveira, coordenadora da ação, explica que inicialmente a ideia era produzir apenas máscaras de tecido para a população com perfil de vulnerabilidade e baixa renda, incluindo moradores de rua. No entanto, tendo em vista a necessidade urgente de materiais para o Hospital Barros Barreto, a equipe se mobilizou também para produzir máscaras cirúrgicas, específicas para uso desses profissionais. A entrega ao hospital foi realizada no último dia 06 de maio pelo representante dos residentes, o coordenador professor Leandro Nassar, e pela representante dos alunos de graduação, Rafaelle Costa.

Após a entrega ao Barros Barreto, o grupo de voluntários do projeto voltou à produção de máscaras de tecido para a comunidade. “É importante ressaltar que nossas máscaras passam por um processo de higienização e todas são doadas junto com um guia de instruções para uso correto”, explica. A esterilização das máscaras é feita por autoclave, e as máscaras destinadas à população acompanham um guia ilustrado de uso correto, manutenção e descarte das máscaras.

A professora ressalta a importância da participação dos voluntários que têm dedicado seu tempo ao projeto. “Sem os servidores públicos – docentes, técnicos etc. - e a sociedade, não teríamos feito nada. Cada um deles doou material ou até retirou do próprio salário para que fosse possível ampliar a produção”. Ela informa, ainda, que o grupo está à disposição para colaborar com os demais campi da Ufra que tiverem interesse.

Para continuar a produção de máscaras, o projeto necessita de doações dos seguintes materiais:

- tecido 100% algodão (ex: tricoline)

- TNT gramatura 80 (mais espesso) 40/ 60

- elástico achatado número 8 branco

- arame nasal para máscaras

- linhas para costura  (preferencialmente brancas),

- sacos auto-selantes para esterilização das mesmas.

Contato para doações: coordenacaomedvetispa@gmail.com

Para mais informações: https://www.instagram.com/previnecorona

Texto: Jussara Kishi - Jornalista Ascom Ufra

previne 2

previne 1

Fim do conteúdo da página

Avenida Presidente Tancredo Neves, Nº 2501 Bairro: Terra Firme  Cep: 66.077-830 Cidade: Belém-Pará-Brasil