Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate

ptenes

Opções de acessibilidade

Página inicial > Últimas Notícias > EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA RETRATA O COTIDIANO DE PESSOAS COM SÍNDROME DE DOWN
Início do conteúdo da página
Ultimas Notícias

EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA RETRATA O COTIDIANO DE PESSOAS COM SÍNDROME DE DOWN

 

Até o próximo dia 31, quem estiver no Boulevard Shopping, em Belém, poderá conferir a exposição fotográfica “Contando Histórias”, que retrata a importância da família, dos amigos e do trabalho no cotidiano de pessoas com Síndrome de Down.

 

  • Publicado: Segunda, 23 de Março de 2015, 01h44
  • Última atualização em Sexta, 30 de Dezembro de 2016, 09h11

 

A iniciativa é doNúcleo Amazônico de Acessibilidade, Inclusão e Tecnologia – ACESSAR - da UFRA, que desenvolve ações que buscam promover a inclusão de pessoas com deficiência em diferentes âmbitos sociais, trabalhando com educação, tecnologia e terapia assistida por animais. A abertura oficial da exposição ocorreu no último sábado, dia 21, Dia Internacional da Síndrome de Down, com a presença do reitor da UFRA, Prof. Sueo Numazawa, professores e participantes do projeto.

A ação, realizada em parceria com o Núcleo Integrado de Odontologia – Clínica NIO - reúne fotografias feitas ao longo de três anos de trabalho, como explica o Prof. Alex Zissou, professor do Instituto Ciberespacial (ICIBE) da UFRA e participante do ACESSAR: “Foram anos retratando pessoas com Síndrome de Down e suas famílias, mostrando a inclusão como fator principal para essas pessoas. Elas precisam estar bem colocadas na sociedade, recebendo carinho e amor”.

Coordenadora da ação, a Profa. Andréa Miranda explica que o diferencial da mostra é que ela não tem como foco a Síndrome de Down em si, mas sim “as relações da pessoa com deficiência com o mundo à sua volta, com a família, com o lazer, com o ambiente de trabalho”. Andréa Miranda também assina as fotografias, juntamente com Daniel Mattos e Afrânio Brito.

Para a engenheira florestal e agrônoma Adna Cardoso, que conferiu a exposição, ações assim são importantes para aproximar as pessoas desta realidade: “Seria bom que mais inciativas dessas acontecessem para que as pessoas tenham um outro olhar, que saibam que eles também fazer parte da sociedade e não podem ser excluídos. É importante conhecer, olhar para essas pessoas de forma diferenciada e acabar com nossos preconceitos”.

Para a cozinheira Raquel Teixeira, que tem um sobrinho portador da síndrome, a exposição teve um significado ainda mais especial: “É uma forma de conhecer um outro ser humano, que traz amor em dobro. Quando você tem o privilégio de receber uma criança com Síndrome de Down não é por acaso; é uma missão divina. Quando você é mãe ou pai de uma criança especial você se torna uma pessoa especial”.

O projeto fotográfico promovido pelo Núcleo ACESSAR contará com um total de cinco exposições ao longo de 2015. No mês de abril, o projeto trará uma exposição em homenagem ao Dia Internacional do Autismo; em setembro será a vez de homenagear o Dia da Luta da Pessoa com Deficiência; a quarta mostra será em novembro, durante o Seminário Amazônico de Acessibilidade, Inclusão e Tecnologia, que ocorrerá na UFRA; e a quinta e última exposição do projeto será realizada em dezembro, em alusão ao Dia Internacional da Pessoa com Deficiência. “Entendemos que imagens que retratam o amor, a amizade e o trabalho podem ser uma inspiração para dezenas de pessoas com deficiência para encontrarem formas de estarem incluídas em diferentes âmbitos sociais”, diz a Profa. Andréa Miranda.

SERVIÇO – A exposição “Contando Histórias” é gratuita e fica aberta até 31 de março de 2015 no 1º piso do Boulevard Shopping Center (Av. Visconde de Souza Franco, 776, Reduto).

 

Texto: Jussara Kishi – Ascom/UFRA

Fotos: Mário Guerrero

● UFRA NOTÍCIAS - EDIÇÃO Nº 12 

Fim do conteúdo da página

Avenida Presidente Tancredo Neves, Nº 2501 Bairro: Terra Firme  Cep: 66.077-830 Cidade: Belém-Pará-Brasil