Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate

ptenes

Opções de acessibilidade

Página inicial > Últimas Notícias > Biblioteca do campus Belém recebe equipamentos de acessibilidade
Início do conteúdo da página
Ultimas Notícias

Biblioteca do campus Belém recebe equipamentos de acessibilidade

  • Publicado: Segunda, 16 de Dezembro de 2019, 14h53
  • Última atualização em Segunda, 16 de Dezembro de 2019, 15h36

acess bibliot

Na última quinta-feira (12), a Biblioteca Lourenço José Tavares Vieira da Silva do campus Belém recebeu equipamentos de acessibilidade para melhoria no atendimento no âmbito da inclusão de pessoas com deficiência (PcDs). O Kit PcD, que também será entregue aos outros campi da universidade, é composto por uma cadeira de rodas, uma mesa com regulagem de altura, teclados para deficientes visuais e lupa digital.

Os equipamentos foram entregues pela vice-reitora, Janae Gonçalves, que falou sobre a importância das ferramentas para a universidade. “Nós precisamos trabalhar a inclusão dentro da instituição, precisamos estar preparados para receber os alunos PcDs. Esses equipamentos vêm justamente para que a gente possa garantir a sua permanência, para que esses estudantes possam acompanhar as disciplinas, as atividades do professor, para que possam ser pessoas independentes aqui e se sentir incluídos”.

 

Além do kit recebido, os técnicos da Biblioteca passarão por uma capacitação para melhor atender pessoas com deficiência. A professora Andrea Miranda, coordenadora do Núcleo ACESSAR, será uma das responsáveis por essa capacitação, que incluirá uma palestra sobre os conceitos fundamentais de acessibilidade, treinamento para os servidores e um treinamento específicos para a utilização de softwares como leitores de tela.

A professora também falou sobre a importância dessa aquisição. “Por mais amor que você tenha no coração, não se consegue incluir um indivíduo se os diferentes espaços não forem acessíveis. E em alguns casos, não se consegue tornar os espaços acessíveis se não houver tecnologia. Seja de alta complexidade, seja de baixa complexidade, a tecnologia é fundamental para o processo de inclusão. Tem uma frase de uma pesquisadora que diz que ‘a tecnologia tornou a vida das pessoas mais fácil, mas para as pessoas com deficiência, ela tornou a vida possível’. O princípio básico da inclusão é independência e autonomia”, destaca Andrea Miranda.

Para a superintendente da Biblioteca Ana Cristina Gomes Santos, a biblioteca é “o coração da universidade, daí a importância de se investir em acessibilidade no setor. “Aqui é onde todos os alunos passam, então deve ser um local acessível”. O evento contou, ainda, com participação da pró-reitora de assuntos estudantis, professora Iris Lettiere.

Fim do conteúdo da página

Avenida Presidente Tancredo Neves, Nº 2501 Bairro: Terra Firme  Cep: 66.077-830 Cidade: Belém-Pará-Brasil