Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate

ptenes

Opções de acessibilidade

Página inicial > Últimas Notícias > Projeto TEA é homenageado com medalha de Direitos Humanos 'Paulo Frota'
Início do conteúdo da página
Ultimas Notícias

Projeto TEA é homenageado com medalha de Direitos Humanos 'Paulo Frota'

  • Publicado: Quarta, 11 de Dezembro de 2019, 11h51
  • Última atualização em Quarta, 11 de Dezembro de 2019, 11h51

 

No dia 09 de dezembro de 2019, a Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (CDHDC/Alepa) condecorou com a medalha de Direitos Humanos 'Paulo Frota' o “Projeto TEA – Curso de Aperfeiçoamento em Transtorno do Espectro do Autismo” da Universidade Federal Rural da Amazônia.

A sessão solene, alusiva ao Dia Internacional dos Direitos Humanos, que é comemorado no dia 10 de dezembro, foi realizada no plenário Newton Miranda da Alepa. Este ano, o segmento social de destaque foram grupos, associações e entidades que atuam na luta pela defesa dos direitos das pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA). Ao todo, 59 defensores dos direitos humanos no Pará receberam a homenagem.

A professora Flávia Marçal, coordenadora do Projeto TEA, enfatizou em seu pronunciamento a importância da defesa e da promoção dos direitos das pessoas com autismo. Para a professora, Estado e sociedade são fundamentais para que essas pessoas tenham condições de igualdade na sociedade. “Precisamos compreender que o nascer de uma criança com autismo gera também o despertar de uma família engajada, capaz de mudar a sociedade e lutar incansavelmente pela garantia dos direitos daquele bem considerado o mais precioso de sua vida: os filhos”.

Os homenageados com a outorga da medalha de Direitos Humanos 'Paulo Frota' foram indicados pelos líderes das bancadas dos partidos, membros da CDHDC e pela própria Comissão, que elabora a lista dos contemplados e organiza o evento. O nome da medalha homenageia o jurista paraense que foi proeminente na luta pela implantação do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) no estado do Pará.

Sobre o Projeto TEA

O Projeto TEA tem como objetivo promover o atendimento educacional especializado e o gerenciamento de processos inclusivos nas áreas de educação, saúde e assistência social aos alunos que apresentam como condição o transtorno do espectro autista. O projeto busca capacitar professores da educação básica para que esses alunos tenham acesso a conhecimentos e subsídios para uma prática pedagógica que responda aos desafios do processo educacional inclusivo.

No ano de 2019, o projeto atuou em seis municípios do estado do Pará: Belém, Capanema, Capitão Poço, Paragominas, Parauapebas e Tomé-Açu. Com parceria entre Ufra, Ministério da Educação (MEC), Prefeituras e Governo do Pará, mais de 430 professores da educação básica já foram especializados através do “Curso de Atendimento Educacional Especializado para o aluno com Autismo”, com carga horária de 180h. Para o ano de 2020, o Projeto está com disponibilidade para novas parcerias com prefeituras, atuando, a convite, na assessoria técnica junto ao Conselho Nacional de Educação.

Fotos: Mário Guerrero

Ascom Ufra

Fim do conteúdo da página

Avenida Presidente Tancredo Neves, Nº 2501 Bairro: Terra Firme  Cep: 66.077-830 Cidade: Belém-Pará-Brasil