Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate

ptenes

Opções de acessibilidade

Página inicial > Últimas Notícias > Ufra realiza Encontro de Planejamento Integrado Para Ações de Inclusão e entrega Kits PcD aos campi
Início do conteúdo da página
Ultimas Notícias

Ufra realiza Encontro de Planejamento Integrado Para Ações de Inclusão e entrega Kits PcD aos campi

  • Publicado: Quinta, 05 de Dezembro de 2019, 11h23
  • Última atualização em Terça, 10 de Dezembro de 2019, 11h30

encontro acessibilidade 2019 2

A Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), por meio da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (PROAES) e do Núcleo de Acessibilidade, Inclusão e Tecnologia (ACESSAR), realizou na última quarta-feira (03) o I Encontro de Planejamento Integrado Para Ações de Inclusão da Ufra. A programação ocorreu no Núcleo ACESSAR, campus Belém, e contou com a presença da vice-reitora, professora Janae Gonçalves, da pró-reitora de Assuntos Estudantis, professora Iris Lettieri, do pró-reitor adjunto de Extensão, professor Jonas Castro, e da diretora de Inclusão Social e Diversidade, Eliza Sena, além de representantes dos campi.

Para a vice-reitora, esse momento multicampi é um sonho realizado, com profissionais especializados se reunindo para tratar de questões de inclusão dentro da instituição. “É uma ação que vem para fortalecer o nosso tripé de pesquisa, ensino e extensão, fortalecer a entrada dos alunos para que cumpram sua missão, permaneçam um tempo, e para que o aluno que entre na universidade, independente de ser PcD (pessoa com deficiência) ou não, se sinta acolhido, sinta como se fosse a casa dele, disse. A vice-reitora disse, ainda, que o momento serviu para alinhar as ações da instituição no âmbito da inclusão. “Quando pensamos juntos, um aprende com o outro, e a inclusão começa nessa troca de experiências, nas ideias, nos projetos. Sabemos que as dificuldades são grandes, mas o fato de nós termos uma equipe especial como esta é um grande avanço para a instituição. Nosso principal foco é dar as condições para que o aluno que entre na instituição seja atendido e conclua o curso”.

A diretora de inclusão social comenta que a intenção primordial desse movimento é fazer com que as pessoas consigam se enxergar, se olhar e se encontrar dentro da Ufra. “É um momento importantíssimo, ainda mais porque agora nós estamos ganhando corpo, dentro de uma Pró-Reitoria na qual estamos mais fortalecidos, e, principalmente, dando oportunidade de termos uma Diretoria de Inclusão, para que a instituição possa agregar, fazer mais ações e poder trazer essas pessoas para próximo da gente. O que a gente quer é que nossas ações sejam institucionalizadas para traçarmos objetivos e metas em conjunto, sem perder de vista que o nosso alvo principal são os nossos alunos PcDs”, disse Eliza Sena.

A professora Iris Lettieri também comentou sobre a programação. “Estamos muito felizes por poder tratar com todos os campi, fortalecendo a inclusão, tirando-a da invisibilidade, e por conhecer as pessoas que estão nos campi, buscando, identificando e trazendo suas demandas”. A pró-reitora aproveitou a ocasião para informar que a verba do “Programa Incluir” foi totalmente utilizada em ações. “Conseguimos fazer uma ação Kit PcD. Ficamos alegres porque sabemos que estamos indo no caminho certo”, disse.

A discente de Medicina Veterinária Aline Cardoso foi uma das agraciadas com os equipamentos PcDs disponibilizados pela PROAES. A aluna comentou sobre sua gratidão pela oportunidade de utilizar um estetoscópio digital que atende às suas necessidades devido à deficiência auditiva. “Quero agradecer ao ACESSAR pelo empenho e paciência para conseguir o material e agradecer também a PROAES pelo apoio e solicitações de encaminhamento para o tratamento do meu problema. Agora é com muita satisfação que farei um bom proveito do aparelho durante a minha graduação. É a Ufra dando mais um passo na acessibilidade”, comenta a estudante.

Após a abertura, a programação teve continuidade com a entrega dos Kits PcD para os representantes de cada campus presente. O kit é composto pelos seguintes itens: teclado colmeia, multiplano, scanner de voz e mesa acessível. Confira a utilidade de cada item:

Teclado colmeia: será utilizado por alunos que têm dificuldades com relação a coordenação motora. O teclado é ajustado para que o aluno não aperte mais de uma tecla ao mesmo tempo enquanto estiver digitando.

Multiplano: para ser usado por professores que trabalham com ciências exatas, o objeto busca auxiliá-los no ensino de matemática junto a alunos com deficiência visual.

Scanner de voz: tem o objetivo de ajudar alunos com deficiência visual. O aparelho é capaz de transformar todo o conteúdo de uma apostila em áudio.

Mesa acessível: é uma mesa totalmente regulável para ser usada por alunos que utilizam cadeira de rodas ou que tenham nanismo.

encontro acessibilidade 2019 1

encontro acessibilidade 2019 5

encontro acessibilidade 2019 3

Texto e fotos: Brendo Pereira

Revisão: Jussara Kishi

Fim do conteúdo da página

Avenida Presidente Tancredo Neves, Nº 2501 Bairro: Terra Firme  Cep: 66.077-830 Cidade: Belém-Pará-Brasil