Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate

ptenes

Opções de acessibilidade

Página inicial > Últimas Notícias > Mais de 200 animais são atendidos gratuitamente durante a XI Ação Pet da Ufra
Início do conteúdo da página
Ultimas Notícias

Mais de 200 animais são atendidos gratuitamente durante a XI Ação Pet da Ufra

  • Publicado: Segunda, 02 de Dezembro de 2019, 10h56
  • Última atualização em Segunda, 02 de Dezembro de 2019, 10h56

Ocorreu nesta sexta-feira, 29, a 11ª edição da Ação Pet da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra). O evento, que foi realizado no ginásio poliesportivo do campus Belém, atendeu gratuitamente um total de 205 animais entre cães e gatos, com serviços veterinários e orientações aos tutores. O mutirão veterinário é organizado anualmente pelas turmas da disciplina Clínica Médica de Animais de Companhia do curso de graduação em Medicina Veterinária da Ufra, com participação de médicos veterinários, residentes e pessoal de apoio.

Além de consultas e orientações sobre cuidados básicos com animais domésticos, houve distribuição de folders, curativos, orientações da Divisão Especializada em Meio Ambiente (DEMA) da Polícia Civil a respeito de crimes de maus tratos, informações sobre animais selvagens e doação de ração por parte de empresas parceiras. A Ação Pet se configura como uma das mais importantes ações da universidade de atendimento à comunidade.

Um dos principais objetivos do evento é também oportunizar aos estudantes a prática da clínica veterinária, complementando a sua formação. Susilene Batista, acadêmica do 6º semestre, conta que a ação representa a culminância da disciplina de Clínica Médica, sendo um dos eventos mais esperados pelos alunos. “A ação é um dos pontos altos da graduação. Uma coisa é o que a gente lê no quadro branco, na sala de aula, mas aqui é onde a gente se sente um futuro veterinário, de fato. É um evento que precisa continuar fazendo parte do calendário da Ufra, que é uma universidade rural, muito voltada para a natureza, para os animais”, diz a estudante, salientando que esse trabalho é também uma forma de agradecer à população.

Roselina Santana da Silva é moradora do bairro da Terra Firme e levou o gato Mico, 8 anos. Ela já havia levado o pet para atendimento no Hospital Veterinário da Ufra diversas vezes, mas foi a primeira vez que participou do mutirão. “Estou achando muito bom porque outros lugares são caros e distantes”, conta ela, que tem em casa dois gatos e três cães. Já o aposentado José Rosa Pereira e seu filho Vinícius levaram o novo cão da família: Broly, de apenas 2 meses. “Viemos porque ele amanheceu meio doente e aproveitamos para pegar orientações sobre outras coisas, como vacinação”, conta o estudante universitário.

A coordenadora da ação, professora Nazaré Fonseca, explica que a ideia é, além de oferecer o atendimento básico, conscientizar os tutores desses animais a respeito de posse responsável, alimentação, higiene, vacinação, vermifugação, controle de ectoparasitas, como pulgas e carrapatos, castração e controle populacional, entre outros cuidados que os pets necessitam. Para a vice-reitora da Ufra, professora Janae Gonçalves, a Ação Pet é importante por diversos fatores: “Primeiro, em função dos alunos, que podem vivenciar toda a teoria que foi trabalhada em sala de aula, lidando diretamente com o público. Depois, é importante por devolver à sociedade aquilo que ela investe na instituição, oferecendo um atendimento àqueles que não têm condições financeiras de ir a uma clínica particular. É uma ação fantástica”.

O investigador da DEMA Edelvan Soares participou dando orientações a respeito de maus tratos, direitos e deveres dos animais. Ele esclarece que, embora a palavra “abandono” não conste nas leis de crimes ambientais, pode-se enquadrar como crime quando o abandono acarreta em sofrimento para o animal, como por exemplo deixá-lo em local ermo, onde ninguém pode cuidar dele, ou viajar e deixar o animal em casa sem comida ou água. Para denunciar, a pessoa deve ligar para o número 181.

A XI Ação Pet teve o apoio do Instituto de Saúde e Produção Animal (ISPA), do Hospital Veterinário (HOVET), do Projeto Vida Digna, da Pró-Reitoria de Extensão (PROEX) e da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (PROAES). O evento contou, ainda, com apoio do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Pará – CRMV-PA, da Polícia Civil e do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) e patrocínio de diversas empresas do ramo veterinário.

Texto: Jussara Kishi

Fotos: Mário Guerrero e Brendo Pereira

 

 

 

 

Fim do conteúdo da página

Avenida Presidente Tancredo Neves, Nº 2501 Bairro: Terra Firme  Cep: 66.077-830 Cidade: Belém-Pará-Brasil