Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate

ptenes

Opções de acessibilidade

Página inicial > Últimas Notícias > Ufra sedia eventos que discutem línguas orais e sinalizadas no contexto amazônico
Início do conteúdo da página
Ultimas Notícias

Ufra sedia eventos que discutem línguas orais e sinalizadas no contexto amazônico

  • Publicado: Quarta, 21 de Agosto de 2019, 14h04
  • Última atualização em Quarta, 21 de Agosto de 2019, 14h04

sellub 2

A Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra) e a Escola de Aplicação da Universidade Federal do Pará (EAUFPA) realizam o II Seminário de Letras Libras da Ufra de Belém (SELLUB), o II Fórum Amazônico de Estudos da Linguagem (FAEL) e o I Colóquio Internacional de Estudos em Linguística e Literatura de Línguas Orais e Sinalizadas (CIELOS). Os eventos, que têm o objetivo de promover reflexões acerca dos diálogos e perspectivas entre línguas orais e sinalizadas no contexto amazônico, tiveram início no último dia 19 e seguem até 21 de agosto, na Ufra campus Belém.

A partir do tema "Diálogos e perspectivas em linguagens", a iniciativa aborda os vieses de pesquisa nas áreas presentes nos cursos de Letras Libras, Língua Portuguesa, Licenciatura em Computação e do Plano Nacional de Formação de Professores (Parfor/Ufra). A programação conta com oficinas, mesas temáticas, comunicações individuais/banners e apresentação cultural.

A mesa de abertura do evento contou com a participação da professora Ivani Fusellier-Souza, da Université Paris 8, na França, e do professor Olivier Le Guen, do Centro de Investigación y Estudios Superiores en Antropología Social (CIESAS), no México. A mesa de abertura tinha o tema "Perspectivas sociolinguísticas, históricas e antropológicas de línguas orais e sinalizadas".

Um dos trabalhos apresentados durante o evento, na modalidade comunicação oral, foi “Tecnologia e Acessibilidade: desenvolvimento de um glossário de metodologia científica bilíngue (português/libras) como instrumento de inclusão", dos alunos da Ufra Higor Brito e Jacqueline Brito. O projeto está sendo desenvolvido desde o começo do ano sob orientação da professora Flávia Marçal e tem como proposta criar um aplicativo para Android onde os usuários tenham acesso a termos científicos tanto na língua portuguesa quanto em Libras, através de vídeos de intérpretes.

A professora Ana Guimbal comenta a importância da realização dos eventos na Ufra e sua diversidade, já que conta não apenas com a participação de alunos dos cursos de linguagens, mas também alunos dos cursos de Ciências da Computação e Sistemas de Informação. “Isso tudo serve para que os alunos vivam realmente o seu curso, vivam o tema que escolheram para seguir na vida profissional”, ressalta.

sellub

Fim do conteúdo da página

Avenida Presidente Tancredo Neves, Nº 2501 Bairro: Terra Firme  Cep: 66.077-830 Cidade: Belém-Pará-Brasil