Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate

ptzh-CNenfrjaes

Opções de acessibilidade

Início do conteúdo da página
Ultimas Notícias

UFRA PARAUAPEBAS PROMOVE PROJETO DE TERAPIA ASSISTIDA POR ANIMAIS

  • Publicado: Quarta, 08 de Agosto de 2018, 20h25
  • Última atualização em Quarta, 08 de Agosto de 2018, 20h32
  • Acessos: 681

TAA Parauapebas 6 Copia

Um projeto que busca oferecer à comunidade um atendimento gratuito voltado para crianças com deficiência: assim é o “Doutores com Patas”, um projeto de extensão da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), desenvolvido no Campus Parauapebas. O projeto atua com Terapia Assistida por Animais (TAA) e foi idealizado pela psicóloga do Campus, Cláudia Camilo.

As atividades tiveram início em 2018, com atendimentos abertos à comunidade de Parauapebas, especificamente crianças com deficiência e/ou necessidades específicas, como o autismo. No momento, estão sendo atendidas 7 crianças de 3 e 4 anos de idade. As atividades, elaboradas pela pedagoga do Campus, são semanais e consistem em trabalhar o desenvolvimento das crianças, tanto na parte cognitiva quanto nas questões de interação e socialização.

A idealizadora e coordenadora, Claúdia Camilo, conta que a ideia surgiu de uma junção de fatores. “A ideia surgiu a partir de uma conversa informal com um colega, que é docente e que hoje atua na equipe, em que poderíamos trabalhar com os animais da Ufra, bem como com os meus animais, para ajudar a socializar uma criança específica. Ao mesmo tempo, estava aberto um edital, então decidi que poderia cadastrar e tornar algo oficial para atuarmos”.

Atualmente, trabalham no desenvolvimento das atividades discentes de graduação que estão em treinamento, bem como profissionais das áreas de Zootecnia, Pedagogia, Medicina Veterinária e Agronomia do próprio Campus. Há, ainda, parceria com profissionais do município, como adestradora de animais, fonoaudióloga e fisioterapeuta.

Além de cães, as atividades utilizam carneiros, égua e bezerros fornecidos pelo curso de Zootecnia, que são de uso exclusivo do projeto. Para isso, os animais recebem um manejo específico, que vai além da alimentação e higiene básicas, incluindo também passeios, banhos diários e escovação.

“Em nossa região, não temos esse tipo de terapia complementar. Apenas no passado uma psicóloga atuava com cães. Nosso projeto, além de ser gratuito para a comunidade, também proporciona conhecimento aos alunos sobre uma área ainda não tão explorada, e permite que a Ufra seja um centro de referência no futuro para o atendimento de terapia assistida por animais”, afirma a psicóloga.

Outras experiências - No Campus Belém, a Ufra também já atua na área de TAA através do Projeto Entrelaço, desenvolvido pelo Núcleo Amazônico de Acessibilidade, Inclusão e Tecnologia (ACESSAR). Este projeto foi criado em 2014, sendo coordenado pela Professora Fernanda Hatano, e hoje atende jovens e adultos com deficiência intelectual.

Inscrições – A coordenação do projeto “Doutores com Patas” informa que está recebendo inscrições para novos praticantes na mesma etária (3-4 anos). Também estão abertas as inscrições para que a comunidade possa cadastrar seus próprios cães para atuarem como coterapeutas nas aulas. Para isso, o animal deve estar com suas vacinas em dia, ser extremamente dócil e passar por um adestramento básico.

Mais informações: doutorescompatas@gmail.com

TAA Parauapebas 2

TAA Parauapebas 5

Fotos: Projeto "Doutores com Patas"

Fim do conteúdo da página

Avenida Presidente Tancredo Neves, Nº 2501 Bairro: Terra Firme  Cep: 66.077-830 Cidade: Belém-Pará-Brasil