Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate

ptzh-CNenfrjaes

Opções de acessibilidade

Início do conteúdo da página
Ultimas Notícias

PROGRAMA DA UFRA BENEFICIA A COMUNIDADE COM PRÁTICAS ESPORTIVAS

  • Publicado: Segunda, 11 de Junho de 2018, 12h58
  • Última atualização em Segunda, 11 de Junho de 2018, 13h07
  • Acessos: 381

banner fotos ufra saudavel

Mais do que benefícios para o corpo, a prática de atividades físicas também auxilia na saúde mental, no bem-estar e no desenvolvimento comportamental e social de crianças e adolescentes. Pensando em incentivar a prática esportiva e oportunizar mais qualidade de vida à comunidade, a Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), por meio da Divisão de Esporte e Lazer da Pró-Reitoria de Extensão (DEL/PROEX), desenvolve o Programa “Ufra Saudável”, que oferece diversas atividades esportivas gratuitamente no Campus Belém.

O programa, que busca promover a integração entre a Universidade e a sociedade, hoje atende cerca de 500 pessoas, especialmente moradores do bairro da Terra Firme e arredores, ofertando 10 modalidades esportivas: hidroginástica, condicionamento físico, caminhada, natação, balé, karatê, circuito aeróbico, futsal, basquete recreativo e taekwondo. Nas modalidades de balé, karatê e escolinha de futsal, o programa recebe, principalmente crianças e jovens de 7 a 18 anos. Já as demais modalidades atendem pessoas de todas as faixas etárias, incluindo idosos, como nos casos da hidroginástica e da caminhada.

De acordo com o Pró-Reitor de Extensão da Ufra, Professor Eduardo Lima, esta integração com a sociedade é um dos grandes papéis da Universidade, que mantém uma relação direta e aberta com a comunidade. “Isso se traduz no que nós chamamos de extensão universitária. Por exemplo, através do esporte, nós conseguimos atender a uma série de demandas da sociedade, fazendo com que ela possa praticar modalidades esportivas de forma gratuita. Graças a essa ação da PROEX e à reabertura da Divisão de Esporte e Lazer, em apenas dois meses conseguimos praticamente duplicar a quantidade de atividades esportivas junto à sociedade”, afirma o gestor.

O Gerente da Divisão de Esporte e Lazer, Celso Cardoso Silva, destaca a importância de se promover iniciativas como estas. “Quando nos envolvemos com ações sociais, descobrimos talentos para várias atividades, além de vivenciarmos experiências gratificantes. Nós acreditamos no esporte como um importante aliado na transformação e na qualidade de vida das pessoas”. Ele lembra que a prática esportiva vai além do fortalecimento físico e da prevenção de doenças: “O esporte desperta novas perspectivas de futuro nos jovens, além de melhorar o rendimento escolar, a disciplina e as relações interpessoais”, afirma.

Transformando pela dança

Dentro do programa, um dos projetos mais antigos é o “Corpo em Movimento”, que oferece aulas de balé e teve início em 2008, através de uma parceria entre a Universidade e o Governo do Estado do Pará. Hoje, tornou-se projeto de extensão da Ufra e atende cerca de 200 pessoas, já tendo conquistado dezenas de prêmios em festivais de dança como o Festival Internacional de Dança da Amazônia e o Dança Pará Festival.

Segundo a coordenadora do projeto, professora Elene Pinheiro, o balé é, ainda hoje, considerado uma atividade física e artística elitizada. “Se não fosse o projeto da Ufra, essas crianças, jovens e adultos não teriam oportunidade de praticar o balé, pois as despesas são muito altas nas escolas de Belém. Nestes 10 anos de projeto, já mudamos muitas vidas: tivemos alunos se formando nos cursos técnicos de dança da UFPA, temos alunas trabalhando com balé na comunidade, temos alunos dançando em companhias de São Paulo, entre outras situações”, diz.

Além disso, ela destaca questões como a socialização promovida através da participação em grandes festivais de dança, a melhora na autoestima dos alunos e a importância da participação das famílias. “A mobilização é geral, pois todas as famílias participam, seja comprando figurinos, pagando inscrições em festivais ou na plateia, aplaudindo nossos bailarinos e bailarinas. Diante de tudo isso, me sinto orgulhosa e honrada em fazer parte desse processo que a Ufra promove”, afirma a professora.

Artes marciais

Entre as modalidades mais recentes do “Ufra Saudável” está o karatê, que desde 2016 já atendeu cerca de 40 pessoas, entre alunos da Ufra e comunidade em geral. O projeto conta com acompanhamento da Federação de Karatê do Estado do Pará (FKEPA) e colaboração de professores de karatê da UFPA. Em 2017, o projeto teve seu primeiro destaque em competições externas, quando um dos alunos obteve o 1º lugar em um campeonato estadual na categoria sub-8 kumite tira-fita. Agora, os praticantes se preparam para competir na Copa Norte de Karatê.

O coordenador do projeto e servidor da Universidade, Marcos Sousa, conta que os resultados e o impacto da prática da arte marcial têm sido muito satisfatórios na vida das crianças e jovens. “O karatê trabalha não apenas com o corpo, mas também com a disciplina e com uma filosofia própria. Nosso desafio é implementar um novo modelo cultural na vida desses jovens da Terra Firme”, afirma o professor de karatê. Segundo ele, é visível a melhora no rendimento escolar e na convivência familiar dos praticantes, que também aprendem lições como não jogar lixo nas ruas. “Nós buscamos prepará-los para a vida”, diz Marcos Sousa.

Qualidade de vida

O aposentado Hugo Maciel Barbosa participa do Ufra Saudável há cinco anos e conta como as atividades físicas, que já fazem parte de sua rotina, ajudam a melhorar a qualidade de vida. “Eu faço natação e hidroginástica, e essas atividades ajudam muito na minha saúde. Gosto bastante do espaço que a Ufra oferece e a professora é ótima. É muito bom para quem não pode pagar uma atividade particular e serve como incentivo para a terceira idade, pois favorece na parte física e na saúde mental. É muito gratificante”, afirma.

Inscrições

A Ufra abre inscrições periodicamente para quem deseja participar de alguma das modalidades esportivas. O próximo período de inscrição estará disponível em breve no site da PROEX: http://www.proex.ufra.edu.br/. Para fazer a inscrição, são necessários documento de Identificação e comprovante de residência. No caso das crianças, também é preciso levar comprovante de matrícula escolar, pois o programa busca fazer um acompanhamento do desenvolvimento escolar. Para quem deseja utilizar as pistas do Campus para caminhada, não é necessária inscrição prévia. A entrada no Campus é permitida a partir das 6h da manhã, de segunda a sábado.

ufra saudavel 3

ufra saudavel 5

ufra saudavel 1

ufra saudavel 4

ufra saudavel 2

Texto: Jussara Kishi e Brendo Pereira

Fotos: Mário Guerrero

Ascom Ufra

Fim do conteúdo da página

Avenida Presidente Tancredo Neves, Nº 2501 Bairro: Terra Firme  Cep: 66.077-830 Cidade: Belém-Pará-Brasil